RSS

Seguidores

Minha Família

quarta-feira, 17 de março de 2010

Você tem crédito no céu?


Daniel, pois, quando soube que o edito estava assinado, entrou em sua casa (ora havia no seu quarto janelas abertas do lado de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças diante do seu Deus, como também antes costumava fazer. (Daniel 6:10)

Graça e Paz amado de Deus!
Todos nós conhecemos a história de Daniel, um jovem que foi escolhido para habitar no palácio do rei da Babilônia, mas que não se contaminou com os manjares do rei (Daniel 1:8). Sendo assim Deus deu a Daniel conhecimento, inteligência e entendimento em toda a visão e em sonhos (Daniel 1:17). Daniel era um jovem obediente e fiel a Deus e por isso Deus o exaltou dentre aqueles que serviam ao rei Nabucodonozor, tornando-se um dos três príncipes designados a liderar os presidentes que estavam espalhados pelo reino. Mas dentre os três príncipes designados pelo rei, Daniel se destacava e o rei pensava em colocá-lo como responsável por todo o reino (Leia Daniel 6). Então os príncipes e presidentes do reino tentavam achar algum defeito em Daniel para que pudessem denunciá-lo ao rei, como eles não achavam em Daniel nada que pudesse o desmoralizar resolveram criar um decreto que proibia, durante trinta dias, que qualquer pessoa fizesse petição alguma a qualquer deus ou a qualquer homem. Quem fosse achado fazendo tal coisa seria lançado na cova dos leões. O rei aceitou e quando Daniel soube da decisão tomada pelo rei entrou em sua casa e fez aquilo que fazia todos os dias: orou ao senhor. Aqueles homens seguiram Daniel até sua casa e o encontraram orando a Deus, então contaram ao rei o que Daniel havia feito. O rei até quiz voltar atrás em sua palavra, mas como costume entre os medos e os persas os editos de um rei não poderiam ser desfeitos, e então Daniel foi lançado na cova dos leões. Daniel passou a noite naquela cova cheia de leões famintos, mas os leões não tocaram em Daniel. O mais impressionante é que não há relatos sobre Daniel ter orado ou clamado a Deus por socorro dentro daquela cova, sabe por quê?
Daniel tinha crédito no céu. Nós vimos que Daniel orava, não uma, mas três vezes ao dia. Ele sabia que dependia de Deus e por isso o buscava constantemente. Ele não orava a Deus porque esperava um favor ou porque queria uma benção apenas, ele orava ao Senhor porque reconhecia sua total dependência de Deus. Por isso, ao ser lançado na cova dos leões Daniel pode descansar durante toda a noite, pois ele sabia que Deus estava ao seu lado.
E você, tem crédito no céu?
Se não tem é melhor começar a depositar no banco celestial, o seu depósito é a sua oração, a sua busca, a quantia é a que você acha que é necessária; mas saiba de um segredo quanto mais você deposita mais crédito você tem, assim em tempos de dificuldades você poderá descansar, pois saberá que Deus está contigo.
Viva o melhor ano da tua vida!
Marluce Cardoso de Jesus Silva

3 comentários:

mari-backing disse...

gostei muito dessa postagem miga.Acho interessante saber que esses créditos não nos dão direito a cartão de crédito,porque como humanos nos esqueceríamos de pagar a conta,só renderiam juros e ainda ficarámos com o nome sujo.a transação celestial é de verdade..... Beijos,Continue sempre edificando nossas vidas com mensagens como essa.

Wilma Rejane disse...

Olá Marluce,

Parabéns pelo blog! Tem o perfume de Cristo. Deus abençoe sua vida e sua linda família.

Com Carinho, em Cristo.

Eliane Alves (LICA) disse...

Oi linda, a paz!!!
Muito obrigada por sua visita ao INSIGHT, será sempre um prazer tê-la por lá. Seu blog é uma benção e já estou seguindo! Grande beijo, em breve estarei postando "Inimigos da Adoração - parte 2".
Fk na paz!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails

Ministério de Louvor Ebenézer

Louvai ao Senhor porque Ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre.

(Salmos 106:1)